DEPUTADOS EUROPEUS VIAJAM AO BRASIL EM MISSÃO POLITICA

CPF7ebdXAAAxXYsEurodeputados com interesse em fortalecer as relações diplomáticas com o Brasil visitarão Belo Horizonte (MG) e Brasília na primeira semana de novembro. A agenda foi anunciada nesta quinta-feira (17/09), em Bruxelas, na reunião da Delegação do Parlamento Europeu para as Relações com a República Federativa do Brasil.

“Queremos criar uma delegação no Congresso, não apenas um Grupo de Amizade que tem pouca representação na UE. Precisamos de um homólogo correspondente no Brasil com o mesmo nível. A ideia é formalizar uma delegação que se encarregue oficialmente das questões com a UE”, afirmou o presidente da delegação, eurodeputado Paulo Rangel.

Rangel também disse que é uma questão decisiva trazer membros do Congresso Nacional a Bruxelas no ano que vem para criar uma maior proximidade e que a própria delegação se encarregará de recebê-los e colocá-los em contato com as autoridades europeias.

Cúpula Brasil-UE

A Cúpula bilateral Brasil-União Europeia (UE) deverá acontecer no começo do próximo ano. A data deverá ser oficializada durante a reunião de Cúpula do G20, em novembro, na Turquia, quando os presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Conselho Europeu, Donald Tusk, vão se encontrar com a presidente Dilma Rousseff.

O anúncio foi feito por Adrianus Koetsenruijter, chefe de unidade para os Países do Mercosul do Serviço para a Ação Externa (EEAS), convidado especial da Delegação do PE para as Relações com o Brasil.

Koetsenruijter também falou sobre como a UE vê a crise econômica no Brasil. Disse que “muita gente acha que as coisas não vão muito bem no País, porém a UE não vê desta forma. O que vemos hoje no Brasil é uma democracia saudável”.  “A crise é uma oportunidade para dar novos passos, novos rumos e progredir”, acrescentou.

Koetsenruijter atualizou a agenda com o Brasil para o segundo semestre, citando a visita do comissário europeu para o Clima Miguel Arias Cañete e do vice-presidente da Comissão Europeia para a unificação do mercado digital, Andrus Ansip. Enfatizou que o cabo submarino de fibra ótica que vai ligar o Brasil ao continente europeu é uma das prioridades nos últimos meses.

Cabo Submarino

O eurodeputado Carlos Zorrinho, vice-presidente da Delegação – e também membro da EUBrasil – enfatizou que o acordo entre a UE e o Brasil tanto na área digital como no âmbito da ciência e tecnologia são importantes para a concretização do cabo submarino.

“Em particular é muito importante que as universidades e os centros tecnológicos da Europa e do Brasil tenham uma ligação direta. Hoje em dia, também sabemos que em termos de segurança e proteção de dados é muito importante essa ligação”, disse o deputado.

O consórcio para a execução do cabo submarino foi criado e já está trabalhando nos acordos que serão assinados pelos governos para as obras, que contam tanto com fundos privados, como públicos. A previsão é de que em 2 anos, o cabo já esteja operacional.

A seguir:

A próxima reunião da delegação do PE para as Relações com o Brasil será no dia 15 de outubro. Na ocasião, os eurodeputados vão preparar a missão ao Brasil e tratarão de questões sobre o acordo UE-Mercosul e de outros temas mais técnicos, como o próprio cabo submarino, disse o eurodeputado Paulo Rangel à EUBrasil.

Brasil-UE, investimentos em números

O Brasil investiu 21 bilhões de euros na UE, em 2013, sendo o segundo maior investidor no bloco europeu. Por sua vez, a UE investiu 35,6 bilhões de euros no Brasil. Os estoques do Brasil na UE foram de 52,8 bilhões de euros, em 2013. E os estoques mantidos pela UE no Brasil foram de 272 bilhões de euros, no mesmo período.

“Os números revelam a densidade desta relação”, avaliou a embaixadora Vera Machado, chefe da Missão do Brasil junto às instituições europeias.

Relações PE e Mercosul

“É preciso saber o grau de ambição das ofertas para que se possa chegar a uma data para as trocas do acordo de livre comércio entre os blocos sul americano e europeu”, afirmou o eurodeputado Francisco Assis, presidente da Delegação do PE para as Relações com o Mercosul.

A delegação teve reunião também nesta quinta-feira (17/09) durante a tarde no PE, em Bruxelas.

Durante a reunião da Delegação do PE para as Relações com o Mercosul, o presidente Francisco Assis afirmou que a Cúpula do Mercosul realizada no dia 17/07 e a posterior reunião em agosto colocaram o bloco num processo de consolidação. “É preciso refletir para se chegar a uma proposta para a reunião que será realizada em outubro em Assunção”, acrescentou o eurodeputado.

O chefe da unidade das Relações Comerciais com a América Latina da DG Comércio da Comissão Europeia, Matthias Jorgensen, afirmou que o próximo passo é abordar as ofertas de acesso ao mercado, porém é necessário que exista um intercâmbio satisfatório para evitar repetir as mesmas propostas de trocas infrutíferas de 2004.

“De um lado o Mercosul pede datas concretas para o Acordo, de outro, a EU quer garantias adicionais que o Mercosul não queria dar até o momento”, disse Jorgensen. Espera-se chegar a um acordo em nível ministerial antes do final deste ano.