XXII Fórum Brasil-Europa discute parceria na política global com apoio da EUBrasil

Forum Brasil EuropaBrasil e União Europeia – Parceiros na Política Mundial é o tema central do XXII Fórum Brasil-Europa, organizado pela Fundação Konrad Adenauer em parceria com o Grupo Parlamentar para relações Brasil-UE, a Delegação da União Europeia no Brasil e a Universidade de Brasília, e com apoio da EUBrasil e do InfoRel. Evento acontece nesta terça-feira (17/03), em Brasília.

O objetivo do Fórum deste ano é discutir como é a relação da União Europeia (UE) e do Brasil dentro das questões de política global, como economia, meio ambiente, educação, ciência, tecnologia e segurança na internet. Também vai debater como UE e Brasil mantêm seu relacionamento político, garantem normas compartilhadas e buscam estratégias comuns para atender as demandas mundiais.

O evento começa às 9 da manhã e será dividido em quatro painéis: Brasil e União Europeia – Parceiros na política mundial; A economia e o meio ambiente; Espaços Globais transformados pela Educação, Ciência e Tecnologia; e Brasil e Europa – Governança de Ciberespaço e Democracia Virtual.

Cerca de 200 participantes estão confirmados, entre eles, políticos, acadêmicos e representantes de organizações internacionais.

Além do apoio da EUBrasil ao evento, a associação está representada pelo diretor de Relações Institucionais, Enrico Ponzone, que vai participar do debate sobre economia e meio ambiente.

Ponzone vai apresentar detalhes do estudo “Enhancing economic and financial ties between Brazil and the European Union”, conduzido pela EUBrasil entre as principais companhias europeias e brasileiras, onde CEOs apontam quais são as principais barreiras para o desenvolvimento das relações comerciais entre as duas regiões.

Segundo a pesquisa, as empresas destacam entre as principais dificuldades para o desenvolvimento de negócios no Brasil o complicado processo para aprovação de licenças ambientais. Sobre a União Europeia, os CEOs citam entre os problemas os altos preços da energia e o ambiente negativo para investimentos em biocombustíveis na Europa, entre as principais dificuldades.

Os eurodeputados Francisco Assis, que também é membro da EUBrasil, e Paulo Rangel, presidente da Delegação para as Relações com o Brasil, participam do debate que vai analisar os valores centrais da parceria entre o Brasil e a União Europeia e como a mesma deve se desenvolver nas próximas décadas.

Ao lado de Cristina Russo, diretora-geral da DG da Investigação e da Inovação da Comissão Europeia, o eurodeputado Paulo Rangel também participa da mesa-redonda que vai tratar da influência da educação, da ciência e da tecnologia nos espaços globais.

A governança do ciberespaço e a democracia virtual será o tema da última mesa-redonda do dia, com participação de Augusto de Albuquerque, do Conselho Diretivo da União Europeia para redes de comunicação, conteúdo e tecnologia.

A Fundação Adenauer, através da organização do Fórum Brasil-Europa, atua como mediadora e promotora das relações entre a União Europeia e o Brasil.