Holandeses serão sócios de maior porto privado do Brasil

O porto de Roterdã, na Holanda, será sócio do que pode ser o maior porto privado do Brasil, segundo reportagem publicada nesta quinta-feira (26) pelo jornal “Valor Econômico”. O Porto Central de Presidente Kennedy será construído no litoral sul do Espírito Santo e receberá investimentos de R$ 5 bilhões.

O porto holandês terá 30% do projeto, a brasileira TPK Logística, criada exclusivamente para o empreendimento, ficará com quase 70% e o governo do Espírito Santo terá 1%.

Para iniciar as negociações, os acionistas aguardam a aprovação do projeto pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis).