Mercosul fecha oferta única para acordo com a UE

O Valor Econômico noticia que o Mercosul fechou uma oferta conjunta que prevê a eliminação completa das tarifas de importação de 87% dos produtos comprados da União Europeia. Segundo o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil, Mauro Borges, a oferta pode chegar até 90% caso alguns detalhes sejam resolvidos em uma reunião entre os países marcada para Montevidéu no próximo dia 29.

Ameaça de isolamento acelerou posição argentina

O texto indica que a mudança de postura da Argentina surpreendeu o governo brasileiro, que cogitava até propor que os países entregassem propostas separadas como contraponto à lentidão argentina em finalizar sua lista de ofertas comerciais. Outro problema encontrado era que a Argentina pretendia realizar suas reduções tarifarias durante um período mais longo, algo incompatível com os outros sócios do Mercosul.

Proposta única, mas incertezas do lado europeu

O ministro Borges também esclareceu ao Valor que a proposta do Mercosul será única e que não existiria mais diferentes velocidades nas reduções tarifárias. Do lado europeu, as dificuldades podem vir com a substituição do negociador-chefe da UE, que será o alemão Rupert Schlegelmilch, que ainda não conhece todos os detalhes do processo. Além disso, o texto conclui que o bloco europeu está no momento mais interessando em fechar um acordo com os EUA, atrasando outras negociações comerciais.