Fim de sistema de preferências com a UE afeta US$5 bilhões em exportações

O diário Valor Econômico noticia hoje que a saída do Brasil desde janeiro do Sistema Geral de Preferências Tarifárias (SGP) da União Europeia (UE) deve aumentar a alíquota de importação de produtos que correspondem a cerca de US$5 bilhões das exportações brasileiras. Esse valor, estimado pela Fiesp, é responsável por 12% de todas as exportações brasileiras à UE nos últimos anos.

Perda de competitividade

Os empresários que se utilizavam do SGP dizem que pode haver perda de competitividade a longo prazo caso não seja fechado um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a UE. O setor que mais vendia dentro do sistema era o de máquinas, com exportações que alcançavam US$1 bilhão. Todos os outros produtos, exceto as frutas cítricas, eram de manufaturados.

Reflexo da boa performance brasileira

Mesmo assim, a saída da SGP é reflexo do avanço da economia brasileira, já que o sistema visa auxiliar países de baixa renda classificados pela média de renda per capita nos últimos três anos.

Fonte/Source: Valor Econômico via Avicultura Industrial