Balança comercial: superávit da terceira semana de agosto foi de US$ 864 milhões

Balança comercial: superávit da terceira semana de agosto foi de US$ 864 milhões

No acumulado mensal, o saldo positivo na balança comercial chegou a US$ 2,234 bilhões.

A balança comercial brasileira registrou saldo positivo de US$ 864 milhões, com média diária de US$ 172,8 milhões, nos cinco dias úteis (16 a 22) da terceira semana de agosto de 2010. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) totalizou US$ 8,436 bilhões, com média diária de US$ 1,687 bilhão. 

As exportações, no período, foram de US$ 4,650 bilhões, com média diária de US$ 930 milhões, valor 9,2% superior à média de US$ 851,7 milhões acumulada até a segunda semana. O aumento se deve a expansão das vendas de produtos básicos (24,7%), com destaque para petróleo, soja em grão, café em grão, carne de frango e farelo de soja. Nos semimanufaturados, também houve crescimento (8,6%) nas exportações de açúcar em bruto, alumínio em bruto, ferro-ligas e óleo de soja em bruto. As vendas de manufaturados decresceram (-11,2%), por conta, principalmente, de açúcar refinado, óleos combustíveis, óxidos e hidróxidos de alumínio e laminados planos.

As importações, na terceira semana de agosto, chegaram a US$ 3,786 bilhões, com média diária de US$ 757,2 milhões. Houve acréscimo de 5,9%, na comparação da média da terceira semana com a média até a segunda semana de agosto (US$ 714,7 milhões). Os destaques ficaram por conta do aumento dos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos mecânicos, aparelhos eletroeletrônicos, veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos, plásticos e obras.

Mês

No mês, as três semanas de agosto (15 dias úteis) tiveram exportações de US$ 13,167 bilhões (média diária de US$ 877,8 milhões). Na comparação pela média diária, o valor é 9,3% superior à média de US$ 803,3 milhões que foi registrada em julho deste ano. Houve aumento nas vendas de produtos básicos (19,2%) e manufaturados (3,5%), enquanto caíram as exportações de semimanufaturados (-8,3%)

A média também está 33,2% acima da que foi aferida em agosto do ano passado (US$ 659,1 milhões).  Neste comparativo, houve aumento nas três categorias de produtos. Nos básicos (48,7%), os destaques ficaram por conta de minério de ferro, milho em grão, carne de frango, suína e bovina, café em grão, petróleo e fumo em folhas. Nos manufaturados (20,9%), os principais produtos vendidos foram óleos combustíveis, açúcar refinado, óxidos e hidróxidos de alumínio, autopeças e automóveis de passageiros. Nos semimanufaturados (20,8%) de couros e peles, açúcar em bruto, celulose, alumínio em bruto e ferro-ligas se destacaram.

As importações, no acumulado mensal, foram de US$ 10,933 bilhões (média diária de US$ 728,9 milhões). Pela média diária, o número é superior em 41,9% ao aferido em agosto de 2009 (US$ 513,7 milhões). Neste comparativo, cresceram os gastos com siderúrgicos (111%), borracha e obras (79,5%), equipamentos eletroeletrônicos (58,7%), veículos automóveis e partes (54,9%), plásticos e obras (51,2%) e combustíveis e lubrificantes (43,7%).

Já na comparação com a média diária de julho de 2010 (US$ 741,6 milhões), houve queda de 1,7% por conta da redução nas compras de adubos e fertilizantes (-30,3%), combustíveis e lubrificantes (-18,6%), instrumentos de ótica e precisão (-10,1%) e equipamentos mecânicos (-2,7%). 

A corrente de comércio do mês alcançou US$ 24,1 bilhões (média diária de US$ 1,606 bilhão) e o saldo comercial foi superavitário em US$ 2,234 bilhões (média diária de US$ 148,9 milhões). Pelo resultado médio diário, o saldo da balança comercial cresceu 141,5% na comparação com o mês passado (US$ 61,7 milhões) e aumentou 2,4% em relação a agosto de 2009 (US$ 145,4 milhões).

Ano

No acumulado de janeiro a terceira semana de agosto deste ano (160 dias úteis), as vendas ao exterior somaram US$ 120,027 bilhões (média diária de US$ 750,2 milhões). Na comparação com a média diária do mesmo período de 2009 (US$ 585,6 milhões), as exportações cresceram 28,1%.

As importações, no acumulado do ano, foram de US$ 108,560 bilhões, com média diária de US$ 678,5 milhões. O valor é 45% acima da média registrada no mesmo período de 2009 (US$ 467,8 milhões).    

O superávit da balança comercial no ano chegou a US$ 11,467 bilhões, com média diária de US$ 71,7 milhões. Por esse critério, o número ficou 39,2% abaixo da média registrada no mesmo período do ano passado (US$ 117,8 milhões). 

A corrente de comércio acumulada no mesmo período totalizou US$ 228,587 bilhões (média diária de US$ 1,428 bilhão). Pela média, o valor foi 35,6% maior que o aferido no mesmo período de 2009 (US$ 1,053 bilhão).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MDIC (61) 2027-7190 e 2027-7198

André Diniz andre.diniz@mdic.gov.br